Ainda não tem produtos no seu carrinho. Se precisar de ajuda ou aconselhamento por favor contacte-nos :)

Novos inquilinos no aquário

Novos inquilinos no aquário

A chegada de um novo grupo de camarões ao aquário é sempre um momento especial e vivido com intensidade por parte de quem tanto gosta destes maravilhosos seres. Mas estes também o sentem do mesmo modo. Durante e após a viagem, seja esta breve ou não, os camarões ressentem-se e ficam stressados, facilmente visível pelas cores em muitos casos mais esbatidas, ou mesmo inexistentes.

Saco de transporte com uma colónia de camarões Caridina Logemanni Crystal Red

É neste exato momento que entra o tão nosso e Português “saber receber…” sim afinal são nossos convidados, não vieram porque pediram. Certamente não gostaria de ser convidado para passar algum tempo em casa de alguém, que fez questão em o receber, mas ao chegar o local onde vai estar instalado durante um longo período está sujo e desarrumado, não tem aquela alimentação que tanto gosta, existe lixo espalhado por todo o lado e o clima é péssimo, pois não existe ar-condicionado nem ventilação. Depressa vai perceber que o convite foi feito, a intenção de quem o convidou poderia ser a melhor, mas afinal o local não tem o mínimo de condições para que possa passar uma boa temporada feliz e tranquilo, como julgou que iria passar. Fica a parecer que nem se preocuparam por saber mais sobre si, qual o seu tipo de alimentação, requisitos de conforto e gostos pessoais.

 

Bom… isto é o que muitas vezes se passa com a aquisição de camarões. Não se chega a conhecer quais os gostos e necessidades que as diferentes espécies de camarões precisam para se sentirem bem, confortáveis e saudáveis durante todo seu tempo de vida. A verdade é que estes belos animais são demasiadamente bonitos e apelativos, fazendo por vezes com que a pressa em os adquirir seja inimiga da perfeição, e no caso dos nossos pequenos amigos também.
Este método de aquisição por impulso, passa na maioria das vezes por um desgosto enorme da parte do anfitrião, neste caso o comprador, ou cliente por não ter conhecido melhor os gostos dos seus convidados.
Esta introdução foi criada de modo a que possa analisar com outros olhos a aquisição de novas colonias de camarões para o seu aquário.

 

 1 – Tenha então tudo preparado, por exemplo caso opte por adquirir na nossa loja, tenha sempre em mente que no dia seguinte à compra os irá receber. Agende e escolha um dia em que possa estar em casa. Quando os receber deve ter pequenos cuidados que poderão fazer toda a diferença e como não custa seguir os conselhos aqui vai:

1.1 – Baixe os estores das suas janelas, o máximo possível de modo a que consiga ver, mas em ambiente escuro e sem iluminação a entrar na assoalhada onde está o aquário;

1.2 – Desligue a luz do aquário, a ideia uma vez mais é retirar todos os focos luminosos, principalmente aqueles mais fortes;

1.3 – Abra cuidadosamente a caixa exotérmica, de preferência tirando a fita em volta com as mãos, não utilizando qualquer objeto cortante; (pode passar para o ponto 2 a partir daqui)

1.4 – Retire da caixa o saco com a sua nova colónia de camarões e coloque-o em seguida dentro do seu aquário, ainda fechado. Mantenha o saco cerca de 20 minutos fechado, mas mergulhado no interior do seu aquário;

1.5 – Passados esses minutos deveremos obter uma temperatura muito aproximada à que tem no seu aquário. Lembre-se que os camarões não gostam de temperaturas muito altas e à exceção dos Sulawesi, deverá ter a temperatura do seu aquário em cerca dos 23ºC;

1.6 – Abra o saco, dependendo da forma e tipo do seu aquário prenda-o se possível com uma ou duas molas (da roupa por exemplo) ao topo do vidro;

 

Lembre-se que dedicou este período do dia à chegada e acondicionamento dos seus camarões, portanto vamos com calma:

1.7 – Comece por colocar delicadamente um pouco da água do aquário no saco. Coloque inicialmente cerca de 40ml e repita o processo mais 2 vezes de 5 minutos em 5 minutos aprox;

1.8 – Colocou cerca de 120ml de água no saco e passaram cerca de 15 minutos;

1.9 – Repita a introdução de água no saco sempre com intervalos de 5 minutos, mas agora com 120ml de cada vez. Prossiga até ter cerca do dobro da água inicial dentro do saco, sendo mais benéfico se continuar até obter 3 vezes do volume inicial da água (se possível);

1.10 – Coloque os vivos cuidadosamente no interior do aquário com o auxílio de um camaroeiro;

1.11 – A água que está no saco não a coloque no interior do aquário, no entanto pode ser utilizada para regar algumas das plantas que tenha por casa;

1.12 – Permaneça com a iluminação do aquário desligada nas próximas horas e alimente os camarões apenas no dia seguinte.

 

2 – Outro método “mais trabalhoso” de acondicionamento mas não menos eficaz*:

Este processo embora mais demorado, exige pouco de si além de um “material extra”, mas que certamente tem em sua casa. São precisos apenas uma mangueira 4/6mm, vulgarmente conhecida por mangueira de ar, uma torneira plástica pequena para conectar a uma das extremidades da mangueira, um balde ou recipiente onde colocar os camarões com toda a água proveniente do transporte e com capacidade para a que ainda irá adicionar:

2.1 – Tenha em mente que vai introduzir água muito devagar, gota a gota para ser mais especifico, por isso vamos abrir diretamente o saco e colocar muito calmamente a água e todos os animais no recipiente que previamente selecionou para tal;

2.2 – Coloque o balde / recipiente no chão, ou local suficientemente baixo para a água poder correr pelo interior do tubo apenas pelo recurso da força gravitacional;

2.3 – Tenha o cuidado de prender as duas extremidades da mangueira (por exemplo com recurso às comuns molas de roupa), para evitar acidentes e prejuízos desnecessários. Coloque também a torneira para regular o gotejamento;

2.4 – Para que a água comece a correr basta que sugue a extremidade inferior da mangueira, com a outra extremidade no interior do aquário;

2.5 – A água irá correr e só terá de ajustar a velocidade do gotejamento inicialmente para cerca de 2 gotas por segundo;

2.6 – Passados alguns minutos deverá acelerar um pouco o processo de gotejamento para cerca do dobro, ou seja 4 gotas/segundo.

2.7 – Quando obtiver cerca de 3 vezes o volume inicial de água poderá retirar cuidadosamente os camarões para dentro do aquário com um camaroeiro.

2.8 – A água que está no balde não coloque no interior do aquário, no entanto pode ser utilizada para regar algumas das suas plantas;

2.9 – Permaneça com a iluminação do aquário desligada nas próximas horas e alimente os camarões apenas no dia seguinte.

 

*Este processo é bastante demorado, mas o que causará menos stress e choque térmico, de pH, etc);

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

SERVIÇO GO SHRIMP

SUPORTE DIÁRIO

TROCAS E DEVOLUÇÕES

APOIO AO CLIENTE 930 555 698

X